Olha para o negro dos meus olhos.

Fotografia in www.dancamacho.com, via Pinterest (Brianna Farrell)

Fotografia in www.dancamacho.com, via Pinterest (Brianna Farrell)

Olha para o negro dos meus olhos. Tens coragem, ainda assim, de me deixar? Não tens vontade de voltar a sentir o que outrora nos arrepiou a pele?

Continuas, insistentemente, a tirar a tua roupa de dentro das gavetas; retiras dos cabides as tuas camisas, reduzindo-os a retorcidos fios de arame pendendo num armário que se vai enchendo de vazio.

Pareces não ouvir os meus passos atrás dos teus, tentando, desesperadamente, apagar o caminho que constroem até à saída da minha vida. Peço-te que pares, mas dizes que não podes; que não consegues; que é impossível parar o que já aconteceu. E, quando bates com a porta, penso que, porventura, enquanto esperas pelo elevador, te possas arrepender e regresses. Porque, se o negro dos meus olhos não te travou, talvez o consiga o vermelho que agora os faz arder.

Talvez vá.

Fotografia de Ohma in www.thebeck.tumblr.com, via Pinterest

Fotografia de Ohma in www.thebeck.tumblr.com, via Pinterest

O rio corre limpo; limpo corre o rio. À sua beira, sinto calor apesar de nuvens opacas impedirem que a luz quente do Sol chegue até mim; sinto calor, porque pousou em mim um olhar; aquele olhar que, reconfortante como um copo de vinho, me lembrou que ainda estava viva. Ouço uma guitarra lá longe; os seus acordes preenchem-me como um mosaico enche um chão. Um mosaico. Um chão. À minha frente, está a estação de comboios. Talvez vá.

As pernas quase se levantam; quase correm para o sítio onde disseste que estarias à minha espera; chego até a sentir os músculos contraírem-se, impelindo-me para dentro de um dos vagões do comboio que em breve sairá. As pernas. Os músculos.

Consigo sentir os teus beijos na minha pele e ouvir a tua respiração acelerada de encontro ao meu corpo; o meu corpo que tantas vezes gritou por ti, em agonia por não te ter; o meu corpo que, agora, a uma palavra tua quer deixar tudo para trás e agarrar-se ao teu. Passam, diante de mim, pessoas que correm, apressadas. E eu, lutando comigo, apenas consigo pensar na suavidade dos lençóis em que dormiríamos esta noite. Um corpo. Uma palavra.

Um silvo agudo penetra pelo ar fora e fura os meus pensamentos. O comboio vai sair. Um cansaço absurdo abate-se sobre mim e qualquer movimento que pense fazer afigura-se-me insuportável. Sei que os vagões já começaram a deslizar; já começaram o seu caminho sem mim. Percebo as lágrimas na minha face; lágrimas que chorei já tantas vezes. Ainda ouço a guitarra lá longe. Obrigo-me a levantar e sigo o seu som. O teu olhar ainda em mim. As lágrimas. A guitarra. Amanhã, a estação de comboios continuará ali. Talvez vá.

Sonhei contigo.

Fotografia de Ibai Acevedo in Flickr, via Pinterest (Med Lugo Garay)

Fotografia de Ibai Acevedo in www.flickr.com, via Pinterest (Med Lugo Garay)

Sonhei contigo. Que estavas ao pé de mim, que conversávamos, que ríamos, que tínhamos uma vida normal; tão normal quanto pode ser a vida num sonho. Fumavas no sonho. Sempre. Era o teu vício. E, assim, me senti um bocadinho mais perto de ti. Sabia, agora, qual era o teu vício.

A noite passada, sonhei contigo e, por mim, trocaria de bom grado os dias de olhos abertos, a ver o que já vi, por noites em que, de olhos fechados, estou ao pé de ti a viver o que não vivo.

Aos que nos fazem sorrir.

Fotografia de Bruno Conceição (www.brunoconceicao.net)

Fotografia de Bruno Conceição (www.brunoconceicao.net)

Aos que sempre nos vão fazer sorrir; aos que, todos os dias, nos recordam que há algo maior do que nós; aos que, com um olhar, conseguem apagar todas as incertezas; aos que, abraçando, nos enredam em ternura. A Letras num Papel presta homenagem aos seres que conseguem tudo isto, porque existem nas nossas vidas. Feliz dia para todas as crianças!

Ao longo do mês de junho, a Letras num Papel está com 20% de desconto em todos os serviços relacionados com as crianças! Contacte-nos e faça a sua particular homenagem.

Um livro especial… o VOSSO!

Ilustração de Elisabete Fiel: homenagem à sua mãe.

Ilustração de Elisabete Fiel: homenagem à sua mãe.

Junho é, na Letras num Papel, o mês da criança e, por essa razão, todos os serviços relacionados com os mais pequenos estarão com 20% de desconto!

Não deixe passar esta oportunidade de ter, para sempre, uma recordação ao alcance das suas mãos. A Letras num Papel põe em palavras a sua história com o seu príncipe ou a sua princesa e ilustra-a com os mais belos desenhos da nossa parceira, Elisabete Fiel. Será um livro especial, porque será a VOSSA história! Fale connosco através do separador «Contactos».

Álbuns que marcam

Fotografia do recém-nascido de Creative4U; fotografia da bebé de Bruno Conceição; fotografia de mãe e filho de Sonhos & emoçõeS.

Fotografia do recém-nascido é da Creative4U; fotografia da bebé é do Bruno Conceição; fotografia da mãe e do filho é da Sonhos & emoçõeS.

Em junho, o mês da criança, a Letras num Papel propõe que junte palavras às imagens que vão marcar, para sempre, a sua vida!

Ajudamos a criar álbuns singulares em que imagem e texto se conjugam numa combinação personalizada. Se está grávida, se o seu filho acabou de nascer ou, simplesmente, se lhe apetece organizar um álbum familiar, fale connosco e com um dos nossos parceiros de fotografia! Vai surpreender-se!

O protagonista da sua vida… e não só!

Ilustração de Elisabete Fiel feita para a Maria, a minha filha :)

Ilustração de Elisabete Fiel feita para a Maria, a minha filha 🙂

O protagonista da sua vida pode ser, também, o protagonista de uma história pensada especialmente para ele.

Junho é o mês das crianças, na Letras num Papel, e, por essa razão, todos os serviços estarão com 20% de desconto. Hoje, a nossa sugestão é dar-lhe um presente inesquecível; tão inesquecível como só a escrita pode ser. Peça-nos para construir uma história, um conto, em que a personagem principal seja o seu filho. Tudo será personalizado, até as ilustrações!

Entre em contacto connosco através do separador «Contactos».

O «fim de curso» do seu pimpolho!

Fotografia de Jeanne Brandenburg in Pinterest (Jeanne Brandenburg)

Fotografia de Jeanne Brandenburg in Pinterest (Jeanne Brandenburg)

Junho é o mês das crianças, aqui, na Letras num Papel! Já pensou em organizar a pasta de fim de curso do seu pequeno estudante? Nós ajudamos. Escolha as fotografias, a Letras num Papel constrói o texto. Ficará com uma recordação insubstituível de uma etapa única na vida do seu filho, que ele gostará de ver mais tarde! Contacte-nos!

Junho, mês da criança!

Fotografia de Bruno Conceição in brunoconceicao.net

Fotografia de Bruno Conceição in brunoconceicao.net

Na Letras num Papel, o mês de junho é dedicado às crianças! Assim, todos os serviços de escrita e de revisão de textos relacionados com os mais pequenos estarão com 20% de desconto.

Não deixe passar esta oportunidade. Histórias, contos, textos para álbuns ou qualquer outro produto para surpreender os mais pequenos, pré-mamãs ou recém-mamãs com 20% de desconto! Contacte-nos.

O melhor da sua vida

in www.favorsandflowers.com, via Pinterest (Patrícia Oliveira)

in www.favorsandflowers.com, via Pinterest (Patrícia Oliveira)

«Na tela que se estende à minha frente, quando fecho os olhos, revejo os nossos sorrisos, as nossas lágrimas, os olhares que cruzámos, a nossa vida, enfim, crescente, imensa já, porque todos os dias a alimentamos com o melhor de nós.»

O melhor da sua vida pode ser mais do que uma recordação, pode ser a história perfeita. Seja para oferecer ou seja para, simplesmente, guardar e dar a ler, quem sabe, aos seus netos, a Letras num Papel escreve a sua história ou a de alguém que admira. Contacte-nos e surpreenda-se!