Dou a palavra…

a RUI VELOSO e a CARLOS TÊ. Depois de uma semana de forçada ausência, o «Dou a palavra…» regressa imbuído do espírito popular que se tem vivido estas semanas e apresenta «Baile da Paróquia», uma das mais carismáticas faixas que constitui o álbum Mingos e os Samurais. Bom domingo!

Fui ao baile da paróquia
Por alturas do S. Pedro
Levei a minha lambreta
E o meu velho blusão negro

Pus calças americanas
Coçadas e muito justas
Calcei botas alentejanas
E cosi um dragão nas costas

Punham só Gianni Morandi
Nelson Ned e Marisol
Fui ter com o disco-joca
Encomendei rock and roll

Fui buscar a paroquiana
Mais bela da diocese
Era tão pura e singela
Que até dava catequese

Fui ao baile da paróquia
Lá para os lados de Valbom

Ensinei-lhe a dançar shake
Pus a pista em alvoroço
Quando fomos dançar slow
A bela não me deu roço

Puxei-lhe o braço com força
Fiz uma cena de macho
Estavam lá os irmãos dela
Levei um arraial de facho

Vim de lá feito num oito
Com a poupa esfrangalhada
E não me valeu de nada
Dizer que era baterista
Já ninguém tem respeito
Pelos excessos de um artista

Fui ao baile da paróquia
Lá para os lados de Valbom

in Mingos e os Samurais, 1990, EMI – Valentim de Carvalho, Música, Lda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *