Dou a palavra…

a AIRAS NUNES e a esta deliciosa cantiga de amigo. Bom domingo!

Bailemos nós já todas tres, ai amigas,
sô aquestas avelaneiras frolidas;
e quem for velida, como nós velidas,
se amigo amar,
sô aquestas avelaneiras frolidas
verrá bailar.

Bailemos nós já, todas tres, ai irmãas,
sô aqueste ramo destas avelãas;
e quem for louçãa, como nós, louçãas,
se amigo amar,
sô aqueste ramo destas avelãs
verrá bailar.

Por Deus, ai amigas, mentr’al non fazemos,
sô aqueste ramo frolido bailaremos;
e quem bem parecer, como nós parecemos,
se amigo amar,
sô aqueste ramo, sol que nós bailemos,
verrá bailar.

in NUNES, Airas, Do Cancioneiro de Amigo, organização de Stephen Reckert e Helder Macedo, Poemário Assírio & Alvim, s.l., Assírio & Alvim, 1998

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *